Buscar
  • kellen546

VEGANISMO E O ESPORTE


Quando falamos sobre veganismo e esporte, logo pensamos no consumo de proteína. Nós sabemos que a proteína é fundamental para a recuperação, aumento e manutenção da massa magra muscular, e isso está totalmente interligado com a alimentação.


No caso de uma alimentação vegana, nada muda. Basta ingerir proteínas, vitaminas e minerais adequadamente para ter ganho de massa muscular. Nesse caso, leguminosas como lentilha, grão-de-bico, ervilha ou soja, combinado à cereais como arroz ou milho, já suprem a ausência de carnes e ovos. O bom e velho arroz e feijão possuem aminoácidos complementares que proporcionam uma refeição completa.

Nozes e castanhas são um bom complemento proteico para os veganos, uma vez que trazem gorduras, proteínas e minerais.


Há inúmeros atletas vegetarianos e veganos que mantêm uma excelente performance baseada em uma alimentação saudável que incluem leguminosas, folhas, grãos, cereais e castanhas, suprindo as necessidades exigidas em uma alta performance esportiva.


Exemplos como Alex Morgan, campeã da Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019 e Tia Blanco, campeã dos Jogos Mundiais de Surf, mostram que é possível manter a performance com uma alimentação vegana. Entre os representantes masculinos temos o atleta de força strongman, Patrik Baboumian e Lionel Messi, que dispensa apresentações.


No entanto, a vitamina B12 pode ser um ponto negativo.Trata-se de uma vitamina essencial para atletas de resistência, e ela ainda afeta a produção de glóbulos vermelhos no sangue. Como ela só é encontrada na carne vermelha, muitos atletas veganos optam por suplementos alimentares com essa vitamina.


Se você é vegano ou vegetariano e busca um acompanhamento nutricional, a Ultra conta com a Glauce, que é uma nutricionista especializada nessa abordagem.

3 visualizações0 comentário